RAM


www.theramiro.com

www.fotolog.com/trams_former

www.myspace.com/ramgraffiti

RAM

Um estilo inconfundível vem à cabeça quando se fala de Miguel Caeiro (RAM). Nascido em Sintra em1976, enveredou sempre por uma vertente artística. Após finalizar o Curso de Design Graphic, foi imediatamente convidado para leccionar na área de Design. O convite é aceite e passa a ser formador em Lisboa, Évora e Faro. No mesmo ano, inicia um percurso por diversas agências de design e comunicação, destacando-se sempre com uma produtividade gráfica única e constante. Mas durante este período já RAM ocupava artisticamente o espaço público com linhas de Graffiti muito próprias que se foram destacando das demais existentes no mundo da street art. Desde o ano 2000 dedica-se exclusivamente a esta vertente artística, explorando caminhos sem paralelo dentro dos limites urbanos nacionais e internacionais. Com a evolução artística, conjuga novas motivações que misturam um pouco de todos os seus mundos (graffiti, design, land art…), trabalhando imagem, vídeo e escrita na maioria das suas intervenções. Trabalhos assinados por si, exposições individuais, ocupações de espaços abandonados ou trabalhos conjuntos exigem uma longa lista, destacando-se a 1ª Exposição de Graffiti em Portugal (98) e a Visual Street Performance – uma marca no género em Portugal que irá ter a sua 3ª edição em 2007 – ou The Factory Diary (2006). Entretanto RAM procura novos espaços para intervir com a sociedade que o rodeia e abrir novos horizontes dentro do Graffiti e Street-Art Nacional e Internacional.

 

RAM
Rapid Aerosol Movement. Just one of the reasons why people call him RAM. Though saying a lot about his art and technique, it’s far from explaining the whole concept behind his work. Born in 1976, currently living in Lisbon, Portugal, RAM’s among the most respected urban artists of the country and in Europe. He’s been around long and consistently enough. Initially studied and worked as a graphic designer, known by his obsessed originality, but was rarely able to express all his bursting creativity through the design market. Ten years ago, RAM chose to dedicate his attention exclusively to art, particularly Graffiti. An aerosol can gains new perspectives is his hands as fire, explosions, ink splashes and fast consistent traces mark a clear and revolutionary approach to street art, elucidating about what post graffiti should look like. But growth and several influences came in the way, offering new connections and ways of expressing one global concept. And as time passed his works became a bond between elements, street art, graphics, land art and watercolour filled with subconscious imaginaries. Result: You don’t confuse a RAM with anything you see anywhere else in the world.

Advertisements

One response

3 03 2010
sam fya4eva

ainda m lembro do ram kuando ml sabia pegar numa lata agora mm n sendo 1 estilo km k m identifique vejo 1 evolucao tipo do homem estralopiteco para o sapiens sapiens vi k andas te a pintar a chuva ate arranjas te 1 telheiro movel lol continua com as boas pecas e tecnicas forca irmao

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s




%d bloggers like this: